Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Arqueólogo fala sobre as provas históricas da existência de Jesus na TV

Compartilhe:
arqueologo-iloveimg-resized-1110-800
O cantor e apresentador Ronnie Von recebeu, no programa Todo Seu, o arqueólogo e teólogo Rodrigo Silva. A programação abordava os mitos e verdades acerca da figura de Jesus Cristo.
Rodrigo é doutor em Teologia Bíblica pela Pontifícia Faculdade de Teologia N. S. Assunção (SP), com pós-doutorado em arqueologia bíblica pela Andrews University (EUA) e tem alcançado notoriedade com seus estudos e livros.
Uma de suas obras, Escavando a Verdade: A Arqueologia e as maravilhosas histórias da Bíblia, foi destacada na edição. Questionado acerca da existência de Jesus Cristo, Rodrigo disse que são várias as evidências que comprovam.
Ele também explicou os desdobramentos sobre a concepção de “mito”. “Quando a gente fala ‘mito’, o mito pode ser criado de duas maneiras: Pode haver o mito como a Chapeuzinho Vermelho e o mito do Tiradentes, retratado de roupa branca e tudo o mais”.
“Em princípio, deixe-me dizer que embora eu creia piamente que Jesus Cristo é um personagem histórico, com confirmação histórica e condizente com aquele que a Bíblia apresenta, devo também admitir que existem mitos sobre Jesus”. Em seguida, o teólogo falou do desconhecimento de populações de países ricos, atualmente, sobre a figura de Cristo.
Durante o programa, Silva chegou a trazer alguns objetos históricos como moedas, botija de vinho e pregos de crucificação. Acerca dos pregos, o teólogo utilizou-se para citar o quanto a crucificação era algo considerado vergonhoso para a sociedade romana.
“Dizia-se que era preferível o suicídio à morte de cruz. Pra você ver: Os romanos tinham um tabu muito grande com relação ao suicídio. Uma pessoa que se suicidava na cultura romana não tinha direito a um sepultamento digno”, afirmou.
Entre outros temas abordados pelo teólogo, falou sobre passagens bíblicas, as polêmicas em torno do suposto casamento de Jesus e a sua possível fisionomia, a qual ainda não há consenso mesmo nos dias atuais.
Fonte: Gospel Prime

Deixe seu comentário:

Curta no Facebook

SOU LUZ

Disse mais: Pouco é que sejas o meu servo, para restaurares as tribos de Jacó, e tornares a trazer os preservados de Israel; também te dei para luz para os povos, para seres a minha salvação até à extremidade da terra. Isaías 49:6

RSS Guia-me

  • “Desejo ver todas as pessoas adorando a Deus juntas”, diz Jamie Foxx
    Jamie Foxx, que estrela o novo filme "Just Mercy", diz que quer ver o cristianismo unir as pessoas em vez de dividi-las. Sua "visão", disse ele, é ver pessoas de todas as raças adorando a Deus juntas sob o mesmo teto. Em recente entrevista, o ator conta que crescer no Texas, frequentar a igreja aos […]
  • 7 receitas caseiras para o tratamento da pele
    Uma rotina diária de cuidados com a pele, feita com produtos desenvolvidos especialmente para o seu tipo de pele e com o acompanhamento de um/a dermatologista, é essencial para garantir tanto a saúde quanto a beleza cutâneas. Paralelamente, você pode dar uma forcinha ao tratamento cotidiano com misturas caseiras à base de produtos naturais. O […]
  • Nhoque de ricota com raspas de limão e molho de tomate
    INGREDIENTES Molho de tomate 2 latas de tomate pelado em cubos (com o líquido)½ cebola3 ramos de manjericão¼ de xícara (chá) de azeite1 ½ colher (chá) de salpimenta-do-reino moída na hora a gosto Nhoques 3 xícaras (chá) de ricota (450 g)½ xícara (chá) de farinha de trigo½ xícara (chá) de queijo parmesão ralado fino2 ovosraspas […]
  • SBB lança Bíblia completa em quadrinhos
    A Bíblia Kingstone, a mais completa adaptação gráfica do Livro Sagrado já publicada, está chegando ao Brasil, fruto de uma parceria entre a Sociedade Bíblica do Brasil e a Editora 100% Cristão. Em três volumes, a obra apresenta os 66 livros da Bíblia – de Gênesis a Apocalipse – ilustrados em quadrinhos e em ordem […]
  • É pra rir ou pra chorar?
    Defendo a liberdade de expressão. Afinal, a liberdade que quero para mim, quero também para o outro. Porém, quero liberdade igual, que seja medida com a mesma régua, cujas regras sejam claras e não mudem ao sabor do vento. Portanto, se usufruo de tal liberdade posso falar, fazer, criticar, opinar, zoar, enfim, posso me expressar […]