Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

USO DO CELULAR POR CRIANÇAS

Compartilhe:
whatsapp-image-2019-04-30-at-13-35-06

 

Segundo especialistas, crianças que passam muito tempo usando aparelhos eletrônicos, como celular, tablet e computador, apresentam maior comportamento sedentário, fator de risco para obesidade, que pode, no futuro, provocar doenças cardiovasculares e diabetes. Por causa disso, a Associação Americana do Coração (AHA, na sigla em inglês) recomenda que os pais limitem o tempo de uso destes dispositivos para que seus filhos aproveitem o tempo livre para praticar brincadeiras mais saudáveis.
Eles também sugerem que os adultos evitem utilizar os aparelhos perto das crianças e deem mais atenção a elas quando estiverem juntos. “Quando você está com seus filhos, é preciso desligar o telefone ou tablet e conversar com eles, se engajar, porque eles captam exatamente o que você está fazendo”, disse a cardiologista Tara Narula à CBS News.
De acordo com a AHA, crianças e adolescentes de 8 a 18 anos passam uma média de mais de sete horas por dia usando celulares, computadores, tablets e videogames, tempo que precisa sofrer um corte drástico. Para a entidade, o limite deve ser de no máximo duas horas por dia. Para crianças menores, de 2 a 5 anos, a recomendação é de uma hora diária.
Um estudo de 2016 realizado pela Academia Americana de Pediatria apresenta os possíveis  problemas aos quais as crianças podem estar sujeitas ao passarem muito tempo usando aparelhos tecnológicos, entre eles a obesidade e dificuldades para dormir, e confirma as recomendações da AHA para a necessidade de limitar a utilização dos dispositivos.
Riscos do sedentarismo
Diversas pesquisas têm vinculado o excesso de horas em frente às telas a um aumento do comportamento sedentário em crianças e adolescentes. Ainda que não existam evidências a longo prazo que conectem essas horas ao maior risco de desenvolver doenças cardiovasculares, há sinais crescentes de que a obesidade está associada a esse costume. Stephen Daniels, cardiologista e porta-voz da AHA, explica que o tempo de tela está associado ao excesso de peso, que, por sua vez, está relacionado ao colesterol alto e pressão alta.
Quando os fatores de risco estão presentes na infância, a tendência é continuarem na vida adulta. “A saúde do coração começa durante a infância, então acho muito apropriado que a Associação Americana do Coração examine todas as questões que podem contribuir para doenças cardíacas”, alertou David Hill, da Academia Americana de Pediatria, em entrevista à CNN.
Especialistas acreditam que os eletrônicos influenciam o comportamento alimentar já que as crianças costumam petiscar enquanto usam os dispositivos e, por estarem tão distraídos pelo que veem, não notam a saciedade e continuam comendo. Esse fator pode acarretar em excesso de peso. Outro problema é a intensa exposição à publicidade de alimentos pouco saudáveis nos dispositivos que também pode influenciar a alimentação das crianças, especialmente quando os pais são mais liberais quanto a este quesito.
Além disso, a luz azul das telas pode dificultar a capacidade de adormecer. “Há evidências de que as telas estão prejudicando a qualidade do sono, o que também pode aumentar o risco de obesidade”, explicou Tracie Barnett, pesquisadora do Centro de Pesquisa do Hospital Universitário Sainte-Justine, no Canadá, em nota. Diante disso, os adultos devem garantir que as crianças não usem os aparelhos antes de dormir.
Fonte: Revista Veja

Deixe seu comentário:

Curta no Facebook

SOU LUZ

Disse mais: Pouco é que sejas o meu servo, para restaurares as tribos de Jacó, e tornares a trazer os preservados de Israel; também te dei para luz para os povos, para seres a minha salvação até à extremidade da terra. Isaías 49:6

RSS Guia-me

  • Autoridade Palestina reconhece oficialmente grupo evangélico que atua na Terra Santa
    A Autoridade Palestina concedeu oficialmente o reconhecimento legal a um grupo evangélico regional, de acordo com um anúncio feito na Assembleia Geral da Aliança Evangélica Mundial. Durante anos, o Conselho de Igrejas Evangélicas Locais na Terra Santa operou na Cisjordânia, mas sem o reconhecimento oficial do governo. O presidente do Conselho, Munir Kakish, anunciou na […]
  • Grupo de ativistas dos EUA exige "cota" para personagens LGBT na TV
    Uma grande organização de apoio à causa LGBT está pressionando para que 20% de todos os personagens da televisão sejam LGBT até 2025. De acordo com um relatório chamado "Onde estamos na TV", divulgado na última quinta-feira (7) pela 'Aliança Contra a Difamação' (GLAAD), "a presença de personagens que se identificam como LGBT nos programas […]
  • Grupo ateu exige que técnico de futebol pare de orar com os jogadores, nos EUA
    Um grupo ateu americano está exigindo que um distrito escolar do Missouri investigue dois treinadores do ensino médio que supostamente oraram com jogadores - uma ação que o grupo chama de ilegal e inconstitucional. O técnico de futebol Jeff Wallace e o assistente de treinador de futebol David Stucky, da Cameron High School em Cameron, […]
  • Cadeirante sobrevive a raio enquanto lê a Bíblia: “Sempre tive fé no Senhor”
    Nick Williams estava sentado debaixo de uma árvore na cadeira de rodas, lendo sua Bíblia, quando foi atingido por um raio. O jovem de 28 anos foi reanimado por paramédicos e entrou em coma, mas credita sua sobrevivência a Deus. Na última quinta-feira (7), cerca de três meses após sua experiência desafiadora, Williams deixou o […]
  • Igreja é vandalizada e saqueada por manifestantes no Chile
    Milhares de pessoas se reuniram perto da Praça Italia de Santiago, que tem sido usada por três semanas como o principal local dos protestos em massa, no Chile. A multidão cantava, carregava faixas e agitava bandeiras nacionais chilenas enquanto outros acendiam as luzes em seus telefones celulares. Mas pouco tempo depois os protestos aumentaram quando […]