Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

USO DO CELULAR POR CRIANÇAS

Compartilhe:
whatsapp-image-2019-04-30-at-13-35-06

 

Segundo especialistas, crianças que passam muito tempo usando aparelhos eletrônicos, como celular, tablet e computador, apresentam maior comportamento sedentário, fator de risco para obesidade, que pode, no futuro, provocar doenças cardiovasculares e diabetes. Por causa disso, a Associação Americana do Coração (AHA, na sigla em inglês) recomenda que os pais limitem o tempo de uso destes dispositivos para que seus filhos aproveitem o tempo livre para praticar brincadeiras mais saudáveis.
Eles também sugerem que os adultos evitem utilizar os aparelhos perto das crianças e deem mais atenção a elas quando estiverem juntos. “Quando você está com seus filhos, é preciso desligar o telefone ou tablet e conversar com eles, se engajar, porque eles captam exatamente o que você está fazendo”, disse a cardiologista Tara Narula à CBS News.
De acordo com a AHA, crianças e adolescentes de 8 a 18 anos passam uma média de mais de sete horas por dia usando celulares, computadores, tablets e videogames, tempo que precisa sofrer um corte drástico. Para a entidade, o limite deve ser de no máximo duas horas por dia. Para crianças menores, de 2 a 5 anos, a recomendação é de uma hora diária.
Um estudo de 2016 realizado pela Academia Americana de Pediatria apresenta os possíveis  problemas aos quais as crianças podem estar sujeitas ao passarem muito tempo usando aparelhos tecnológicos, entre eles a obesidade e dificuldades para dormir, e confirma as recomendações da AHA para a necessidade de limitar a utilização dos dispositivos.
Riscos do sedentarismo
Diversas pesquisas têm vinculado o excesso de horas em frente às telas a um aumento do comportamento sedentário em crianças e adolescentes. Ainda que não existam evidências a longo prazo que conectem essas horas ao maior risco de desenvolver doenças cardiovasculares, há sinais crescentes de que a obesidade está associada a esse costume. Stephen Daniels, cardiologista e porta-voz da AHA, explica que o tempo de tela está associado ao excesso de peso, que, por sua vez, está relacionado ao colesterol alto e pressão alta.
Quando os fatores de risco estão presentes na infância, a tendência é continuarem na vida adulta. “A saúde do coração começa durante a infância, então acho muito apropriado que a Associação Americana do Coração examine todas as questões que podem contribuir para doenças cardíacas”, alertou David Hill, da Academia Americana de Pediatria, em entrevista à CNN.
Especialistas acreditam que os eletrônicos influenciam o comportamento alimentar já que as crianças costumam petiscar enquanto usam os dispositivos e, por estarem tão distraídos pelo que veem, não notam a saciedade e continuam comendo. Esse fator pode acarretar em excesso de peso. Outro problema é a intensa exposição à publicidade de alimentos pouco saudáveis nos dispositivos que também pode influenciar a alimentação das crianças, especialmente quando os pais são mais liberais quanto a este quesito.
Além disso, a luz azul das telas pode dificultar a capacidade de adormecer. “Há evidências de que as telas estão prejudicando a qualidade do sono, o que também pode aumentar o risco de obesidade”, explicou Tracie Barnett, pesquisadora do Centro de Pesquisa do Hospital Universitário Sainte-Justine, no Canadá, em nota. Diante disso, os adultos devem garantir que as crianças não usem os aparelhos antes de dormir.
Fonte: Revista Veja

Deixe seu comentário:

Curta no Facebook

SOU LUZ

Disse mais: Pouco é que sejas o meu servo, para restaurares as tribos de Jacó, e tornares a trazer os preservados de Israel; também te dei para luz para os povos, para seres a minha salvação até à extremidade da terra. Isaías 49:6

RSS Guia-me

  • Enfermeiros e médicos aceitam Jesus após pastor pregar em hospital das Filipinas
    Um pastor visitou a equipe médica de um hospital de Manila, capital das Filipinas, para evangelizar e orar por aqueles que estão na linha de frente do combate ao novo coronavírus. O pastor americano Joseph Castillo relatou nesta quarta-feira (1) que médicos e enfermeiros se entregaram a Jesus depois de ouvir sua pregação de 15 […]
  • A fé pode nos fazer experimentar a felicidade mesmo em tempos de aflição
    Quando passamos por aflições podemos nos perguntar: eu algum dia nasci para ser feliz? E é sobre isso que quero refletir com você, especialmente neste momento de pandemia, que nos assusta a todos. Vamos pensar juntos sobre essa questão? Há um início promissor para desenvolvermos esse entendimento: a fé na palavra de Deus. Em João […]
  • Cristãos são espancados e igreja é queimada em ataque na Etiópia
    Os crentes que frequentavam uma igreja cristã no norte da Etiópia foram severamente espancados em um ataque no mês passado. Outros moradores da cidade de Jeru atacaram cristãos que eram membros da Igreja Ortodoxa Etíope em 13 de março, informou a Voz dos Mártires do Canadá. A igreja da cidade também foi completamente incendiada durante […]
  • As nações e a Igreja estão sendo refinadas por Deus, diz pastor
    Em uma reflexão sobre a crise mundial provocada pela pandemia do novo coronavírus (Covid-19), o pastor e professor de Teologia, Dr. Joseph A. Pipa Jr., observa que as nações e a Igreja estão sendo refinadas por Deus. O professor do Seminário Teológico Presbiteriano de Greenville (EUA) observa que a atual situação faz parte do soberano […]
  • Jesus não falava ao sistema, mas ao coração humano
    Jesus nasceu, foi criado e cresceu dentro do sistema religioso da época, pois foi criado por pais judeus, que o levavam todos os sábados a uma sinagoga em Nazaré, onde foi aceito como um pregador. Quem apodrece são as pessoas e não os sistemas, pois as pessoas é que constroem sistemas. Jesus não falava ao […]